terça-feira, 8 de novembro de 2011

 


SOMAS E DIFERENÇAS.Resolvi fazer um cálculoDos nossos momentos...Somei os instantes de amorE subtraí com os tormentos...Ao verificar a soma exataDo amor não restou nadaPonderei todos meus atosNo amor passei a borracha.Resolvi apagar o passado...Não contar mais seus beijosNem lembrar dos seus abraçosA multiplicarem meus desejos...Talvez até pense:O porquê dessa decisãoEu respondo simplesmente:No meu peito não há espaçoPara outra desilusão...Embora pareça me contradizer,Não posso dizer de forma absoluta queNada ficou. O que de bom restou foi o crescimento decorrente de tal vivência.Pois se em vez de subtrair, eu entãoDividir o prazer do sofrer, tenho deResto, dessa não exata divisão,Tão amarga experiência em meu coração,Bem como a sapiência de não querer,muito menos de não dever revivê-la,nem mesmo relembrá-la.Cansei de tanta ilusão....Cléo Anselmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário